Bem vindo ao nosso

Blog

Inscreva-se e receba nossos conteúdos!

Trihalometanos

13/01/2015
Trihalometanos

Obter água em quantidade suficiente e com qualidade adequada para o consumo sempre foi uma grande preocupação para o homem. Embora a desinfecção da água possa ser realizada por diversos meios, a utilização do cloro e seus derivados tem sido a mais difundida em função de sua facilidade de aplicação, menor custo econômico e alta eficiência.

 

O aumento da poluição dos mananciais, principalmente por compostos orgânicos, provocou uma grande preocupação em se verificar os efeitos causados pela presença destas substâncias na água destinada ao abastecimento público.

Constatou-se que uma grande parte destes compostos orgânicos mesmo em pequenas concentrações, pode provocar problemas de ordem estética e, alguns podem gerar efeitos sérios e irreversíveis sobre o consumidor em função de seu potencial tóxico. Os trihalometanos são os organoclorados produzidos a partir da reação do gás cloro com a matéria orgânica (microrganismos) da água. 

 

Os Trihalometanos desencadeiam a produção de radicais livres no organismo, são altamente cancerígenos e causam danos celulares.

Beber água clorada pode causar problemas nas artérias, uma vez que estas estão comprometidas, o colesterol LDL pode unir-se as suas paredes, levando à aterosclerose e doenças cardíacas. Câncer do trato urinário são comuns, pois o cloro em excesso além das normas do governo é adicionado devido ao abastecimento de água estar muito poluída.

 

Beber água clorada é apenas parte do problema. Maior parte do cloro é absorvido através da pele e inalado no vapor do banho que é pior que beber cinco copos de uma água clorada. O calor e o vapor do chuveiro abre os poros permitindo que o cloro seja mais ainda absorvido. O vapor de um banho quente pode conter até 20x a concentração da água de torneira.

 

A inalação de vapores de cloro e outros produtos químicos é uma causa de suspeita de bronquite e asma.  

A EPA E.U. recentemente declarou: “Devido ao cloro e o vapor do banho, praticamente todas as casas na América tem um nível detectável de gás clorofórmio no ar”. Clorofórmio causa forte irritação respiratória.

 

O cloro tira os óleos naturais de proteção dos cabelos e da pele, e cria revestimento de secagem e envelhecimento. A pele pode secar e tornar-se áspera e com coceira. O cloro é também o maior desencadeador do eczema – um grupo de doenças da pele que variam de formas leves caracterizada pela seca, quente, comichão na pele para formas mais graves, onde a pele torna-se rachada e com sangramentos.

 

Ante o exposto, fica a dúvida: Se meu filtro não possui uma eficiência bacteriológica adequada, como garantir que não haverá formação de THMs pelo cloro residual interagindo com a matéria orgânica (bactérias) presente na água?

 

Tendo isso em vista, a Acqualive desenvolveu tecnologias que nos livram destes males. Com filtros que eliminam em 100% o cloro da água, além de torná-la alcalina, antioxidante, rica em minerais(principalmente o magnésio) e livre de microrganismos, deixando nossa água ideal para o consumo.

Em relação ao banho, o Acquashower é a solução. Um banho livre de cloro, metais pesados, bactérias e fungos.

 

O uso de filtros de qualidade para remover o cloro da água da sua casa, da água do seu chuveiro é fundamental e irá protegê-lo de potenciais problemas de saúde.

 

Referências:

BATALHA, B.H.L. Presença de clorofórmio e de outros trihalometanos na água de consumo humano. Engenharia Sanitária.

HESPANHOL, I. Remoção de compostos orgânicos em águas de consumo humano. Revista DAE, São Paulo, v. 40, p.34-44, nov.1980.

HESPANHOL, I.; AZEVEDO NETO, J. M.; BOTELHO, M.H.C. Usos do cloro na engenharia sanitária e ambiental; novas tecnologias de aplicação e quantificação dos impactos associados. Revista DAE, v. 42, p. 61-71, set. 1982.

LEME, F. P. Teorias e técnicas de tratamento de água. Rio de Janeiro : ABES, 1990. 608p.

MACEDO, L. H. H.; NOGUTI, M.; ABE, H. Y. Estudo dos trihalometanos. Revista DAE, São Paulo, v. 43, n. 134, p. 42-47, set. 1983.

PEREIRA, A. M. S.; LUCA, S. J. Análise de trihalometanos em água de abastecimento público. CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA SANITÁRIA AMBIENTAL, 15., 1989, Belém. Anais... Rio de Janeiro: ABES, 1989.

SANTOS, Carlos Lopes. Trihalometanos: resumo atual. Engenharia Sanitária, v. 26, p. 190-194, jun. 1987.

Artigos relacionados